quarta-feira, setembro 19, 2012

CLAUDIO HUMBERTO


CLAUDIO HUMBERTO

“Todo e qualquer governo tem deslizes”
Senador Jorge Viana (PT-AC), defendendo Lula da acusação de chefiar o mensalão


ESTATAL QUER PAGAR TRILHOS LÁ FORA

Edital lançado pela estatal Valec, do Ministério dos Transportes, para compra de trilhos, colocou um elefante atrás das orelhas em órgãos de controle como o Tribunal de Contas da União e Controladoria Geral da União. Prevê pagamento aos fornecedores, no exterior, de 95 mil toneladas de trilhos, no valor de R$ 220 milhões, bem longe dos olhos vigilantes do TCU e da CGU. E mais ainda dos bancos brasileiros.

QUEM MANDA

O inexperiente presidente da Valec caiu, mas quem manda na estatal é Miguel Masella, secretário-executivo do Ministério dos Transportes.

RÉU NO COMANDO

Outro mandachuva na Valec, Ricardo Garofalo Loos, é réu por improbidade e fraude em licitações no escândalo do VLT de Brasília.

DINHEIRO A RODO

Estatal de existência quase ignorada, a Valec virou notícia com a prisão do ex-presidente José Francisco das Neves por corrupção.

FÉRIAS ADICIONAIS

A greve dos bancários é a décima consecutiva, e até já entrou para o calendário anual de folgas. Vai durar cerca de um mês, como as outras.

ATIRAR EM LULA PARA ACERTAR HADDAD

O PSDB decidiu usar acusações do operador do mensalão, Marcos Valério, envolvendo Lula no maior escândalo de corrupção do País, para minar seu apadrinhado Fernando Haddad (PT), que disputa a Prefeitura de São Paulo. Com rejeição em alta, o tucano José Serra teme não conseguir chegar ao segundo turno contra Celso Russomanno (PRB), que lidera as pesquisas com folga.

TIRO CERTEIRO

Para o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), Valério quer levar mais gente para o buraco: “Atingiu bem no coração do PT, que é o Lula”.

FALTA O FEIJÃO

O Brasil vai doar 8 mil toneladas de arroz ao Senegal, vítima da seca e colheita escassa. Já no Sertão nordestino...

ORDEM UNIDA

Militares do grupo Ternuma fazem “vaquinha” para a defesa do coronel da reserva Brilhante Ustra, acusado de tortura no regime militar.

O CANSAÇO DO VELHO GUERREIRO

O senador Pedro Simon (PMDB-RS), 82, andava fraco, desanimado, e logo saiu o diagnóstico: anemia profunda. Sexta (14), pediu para discursar da tribuna sentado. Segunda (17), tomou uma transfusão de plasma e foi medicado. Uma bateria de exames investiga causas.

PESO NA BALANÇA

Para o advogado de Roberto Jefferson, Luiz Francisco Barbosa, as acusações de Marcos Valério contra Lula favorecem a absolvição de seu cliente, provando que ele não é “falastrão”.

TE CONHEÇO?

A mulher de Marcos Valério, Renilda, garantiu na CPMI dos Correios, em 2005, que o marido “não conhece e nunca se encontrou com Lula”. Vai ver que o então presidente estava disfarçado de José Dirceu.

FOI ARRAES QUEM FEZ

Para turbinar seu candidato a prefeito no Recife, o governador Eduardo Campos atribuiu a ele o programa Chapéu de Palha, na verdade criado por seu avô Miguel Arraes, em 1989, para amparar trabalhadores rurais na entressafra. O candidato Geraldo Júlio tinha só 18 anos.

ROUBO NO TST

A insegurança em Brasília invadiu o Tribunal Superior do Trabalho. Um funcionário teve o carro arrombado e um par de tênis furtado, à noite, no estacionamento. A segurança do TST garante rondas até as 20h.

GASODUTO PIAUIENSE

O ministro Edison Lobão (Minas e Energia) assegurou ontem a Luiz Gonzaga Paes Landim, superintendente da Sudene, que em maio a Agencia Nacional do Petróleo vai leiloar os 13 blocos de exploração de gás no Piauí, para viabilizar um antigo sonho no Estado: o gasoduto.

ILUMINADO

Os relógios de rua de São Paulo vão funcionar de novo com a francesa JCDecaux. Quem teria acertado os ponteiros do negócio, na gestão de Marta Suplicy, foi o então marido “Luiz Favre”, mas só fechou agora.

ESTRADA DA VIDA

O Tribunal Superior do Trabalho decidiu que um caminhoneiro de SP vai receber R$ 10 mil da empresa que o impediu de ir ao velório da mãe. Preso na ditadura, Lula foi ao de dona Lindu, e ainda ganhou indenização como perseguido político.

O DNA DA DNA

Corre na internet que, além de Marcos Valério, Lula enfrenta outro dissabor: teste de DNA do programa do Ratinho provou que ele é o “pai do mensalão”. 

PODER SEM PUDOR

O PAPA-DEFUNTO

Deputado estadual paraibano, João Gonçalves (PSDB) ganhou fama por frequentar velórios. A crônica política local informava seu apreço por acompanhar autópsias e ajudar a vestir defuntos. Raramente foi dado a perder enterro. Presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Artur Cunha Lima, também tucano, certa vez acompanhava um velório, quando, de repente, percebeu a chegada de João Gonçalves. Foi logo avisando:

- Vá embora, João, porque este defunto é meu.

Arquivo do blog